top of page

Apoiado pelo Instituto CENIBRA, evento de empreendedorismo feminino terá especialistas nacionais

Cerca de 500 mulheres estarão reunidas, no dia 5 de outubro, em Ipatinga, em ação promovida pelo Sebrae Minas, Instituto CENIBRA e projeto Coisas de Mãe. Nas quatro principais cidades do Vale do Aço – Ipatinga, Coronel Fabriciano, Timóteo e Santana do Paraíso –, as mulheres se destacam na busca por criar o seu próprio negócio, como forma de alavancar a renda e se tornarem independentes. Dados da Receita Federal indicam que a região tem, aproximadamente, 22,8 mil empresárias formalizadas como MEI, além de 22,1 mil homens que empreendem nesta categoria.


“Elas no Palco” é uma iniciativa que conta com o apoio do Instituto CENIBRA.


03/10/2023 - Nas quatro principais cidades do Vale do Aço – Ipatinga, Coronel Fabriciano, Timóteo e Santana do Paraíso –, as mulheres se destacam na busca por criar o seu próprio negócio, como forma de alavancar a renda e se tornarem independentes. Dados da Receita Federal indicam que a região tem, aproximadamente, 22,8 mil empresárias formalizadas como microempreendedoras individuais (MEI), além de 22,1 mil homens que empreendem nesta categoria.


Diante deste cenário, o Sebrae Minas, por meio do programa Sebrae Delas (bit.ly/sebrae_delasmg), Instituto CENIBRA e projeto Coisas de Mãe, promove o “Elas no Palco”, maior evento sobre empreendedorismo feminino da região. A ação será realizada no dia 5 de outubro, no Centro Cultural Usiminas, em Ipatinga. As inscrições já estão abertas e devem ser feitas neste link sympla.com.br/evento/elas-no-palco/2137936, no qual também se encontra a programação completa. O objetivo é inspirar aquelas que precisam se manter no mercado ou desejam começar nessa jornada.


Além da presença de influenciadoras conhecidas nacionalmente, como Criss Paiva, apresentadora do Vênus, um dos maiores podcasts brasileiros; Rafa Brites, apresentadora e autora do livro “Síndrome da Impostora – por que nunca nos achamos boas o suficiente”; e Patrícia Ramos, apresentadora do “Rede BBB”, no Gshow, e youtuber no canal “Fala Comigo, Terra”, o “Elas no Palco” vai apresentar cases de sucesso de empreendedoras da região.


“Ouvir mulheres que idealizaram negócios conhecidos nacionalmente e que começaram sua jornada aqui serve de incentivo e inspiração para superar desafios, traçar novas estratégias e perceber que há uma rede de apoio para o empreendedorismo feminino”, destaca Vanessa Karla, analista do Sebrae Minas.


Empreendedorismo materno

Uma pesquisa da Fundação Getúlio Vargas (FGV), realizada em 2021, indicou que, após 24 meses, quase metade das mulheres que tiram licença-maternidade são demitidas. A maioria delas, sem justa causa. É neste contexto que o empreendedorismo materno ganha espaço e força.


Investir no próprio negócio foi a alternativa mais viável para Marilza Garcia Soares, de 42 anos, após a chegada da filha mais velha, Eduarda, hoje, com 16 anos. “A Duda nasceu com imunidade baixa e demandava mais cuidados. Decidi que iria ficar em casa, mas precisava trabalhar. Foi quando uma amiga sugeriu que eu deveria investir em algo no setor da alimentação, já que cozinhava bem”, conta. Ela, então, aproveitou a Páscoa de 2009 para vender ovos de chocolate, porta a porta. Para surpresa, vendeu tudo e ainda recebeu encomendas.


Hoje, a empresa Mari Soares Doceria é a única fonte de renda da família. O marido é responsável pelo estoque e as filhas também apoiam o negócio que ainda conta com 20 funcionárias. A produção teve início em um cômodo na casa de Marilza, mas logo demandou uma casa próxima da sua residência, no bairro Vila Militar, em Ipatinga. Pouco tempo depois, a empreendedora percebeu que o local poderia ser mais do que um espaço de retirada de encomendas, mas um ambiente para consumo no local.


Em 2021, com a demanda crescente, a doceria ficou pequena, e Marilza realizou mais um sonho: inaugurou sua loja no bairro Canaã. “Crescemos em ritmo acelerado. A gestão de pessoas e a manutenção da qualidade dos produtos são um dos meus principais desafios. Por isso, desde o início, busquei ajuda e encontrei apoio no Sebrae Minas”, conta a empresária que participou de consultorias individuais e, desde 2020, faz parte do projeto Sebrae Delas.


Instituto CENIBRA

Para fazer a gestão dos investimentos em projetos sociais, a CENIBRA conta há 20 anos com o Instituto CENIBRA, que em 2022 direcionou mais de R$ 15 milhões a 56 iniciativas, divididas entre os 54 municípios de atuação, nas áreas de cultura, esporte, infância, terceira idade, geração de trabalho e renda, bem-estar e qualidade de vida da população.

CENIBRA

Constituída em 13 de setembro de 1973 e localizada no leste de Minas Gerais, a Celulose Nipo-Brasileira S.A. (CENIBRA) opera com uma unidade industrial no município de Belo Oriente (MG), com duas linhas de produção de celulose branqueada de fibra curta de eucalipto e capacidade instalada de 1.200.000 toneladas/ano. A Empresa está presente em mais de 80 municípios mineiros, com cerca de 7 mil empregos diretos.

Mais informações: comunicacaocorporativa@cenibra.com.br | 0800 283 3829.


Fonte: Coordenação de Comunicação Coorporativa ASSUS - CENIBRA

bottom of page