top of page

Paraibuna oferece curso de artesanato com tema natalino

Participantes aprenderam a fazer enfeites de natal com papel reciclado. A Paraibuna Embalagens tem entre os seus valores, o empreender com responsabilidade, que consiste em apoiar o desenvolvimento da comunidade em que as das unidades fabris de Juiz de Fora (MG) e Sapucaia (RJ) estão inseridas. Por meio do projeto social, o EmbalandO Bem, a empresa ofereceu, em dezembro, oficina de artesanato com tema natalino. Voltadas à promoção do empreendedorismo e da economia circular, as oficinas de artesanato são oferecidas gratuitamente com a utilização de reaproveitamento de materiais para a produção de artigos que podem ser fonte de renda.



07/02/2023 - A Paraibuna Embalagens tem entre os seus valores, o empreender com responsabilidade, que consiste em apoiar o desenvolvimento da comunidade em que as das unidades fabris de Juiz de Fora (MG) e Sapucaia (RJ) estão inseridas. Por meio do projeto social, o EmbalandO Bem, a empresa ofereceu, em dezembro, oficina de artesanato com tema natalino.


Voltadas à promoção do empreendedorismo e da economia circular, as oficinas de artesanato são oferecidas gratuitamente com a utilização de reaproveitamento de materiais para a produção de artigos que podem ser fonte de renda. Responsável por ministrar a oficina nas duas unidades, a assistente social Érica Cazal acredita que iniciativas como essa são essenciais para traduzir, na prática, a missão de “garantir o futuro, reciclando o presente”.


“A ideia foi trabalhar com nosso papel, que é reciclado e, também, com o reaproveitamento da garrafa PET. Ensinei elas a produzir um porta-bombom e cartão de natal. Queremos despertar a importância da reciclagem. Ensinamos a técnica para as pessoas aprimorarem e personalizarem os produtos, além de ganhar um dinheirinho extra”,

explicou Érica.


Emoção, conexão e compartilhamento de histórias embalam a oficina:

A artesã Maria Lydia, que participou da oficina na unidade de Sapucaia, acredita que aprendizados como esses fazem toda a diferença. “Essas oficinas que a Paraibuna Embalagens oferece são muito boas. É um momento que passamos ali, recebendo conhecimento e dividindo com outras mulheres. Com isso, aprendemos a conviver com outras famílias”, disse, orgulhosa com os enfeites que aprendeu a fazer.


Idalina Guimarães também participou da oficina na unidade Sapucaia. Além de aprender a fazer enfeites de natal com papel reciclado, também cantou junto com as outras participantes. Ela faz parte do coral do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) e garante que cantar é uma terapia, assim como as oficinas oferecidas pela Paraibuna. Idalina, junto com as amigas, mostraram o tanto que a música e o artesanato podem mudar o astral das pessoas.


“São momentos em que estamos juntas, onde falamos dos nossos problemas, das nossas dores e dificuldades. No coral, ninguém é cantora profissional, mas é um momento de descontração, assim como as oficinas. Na oficina, a Lídia, que também faz parte do coral, começou a cantar e as outras foram acompanhando, foi um momento emocionante para todas nós”, diz.


Muito emocionada, Idalina conta que perdeu a filha há um ano, conta que a oficina e o coral são fontes de ânimo para continuar a caminhada da vida. “Nesses encontros somos ouvidas e valorizadas. Não podemos entregar os pontos e desistir. Porque no momento que você perde um filho, a primeira coisa que você pensa é desistir de tudo. Mas cantar, fazer as oficinas está me fazendo muito bem. Espero que esse ano tenha mais cursos pra gente poder rir, se divertir e conversar”, conclui ela.


Para a faxineira Fátima Silva, que já participou de cinco oficinas na unidade de Juiz de Fora, a convivência com outras mulheres é muito gratificante. “A gente esquece os problemas da vida”, afirmou, satisfeita com a oportunidade de passar horas tão agradáveis e em boa companhia.


Quem também curtiu a experiência foi a artesã Marlene Alves, que participou da oficina na unidade de Juiz de Fora pela primeira vez. “Sempre faço presentes para a minha família, coisas para mim e para meus amigos. Acho que a arte do artesanato já nasce com a gente. Tem a ver com hereditariedade. Tem muita gente na família que gosta de trabalhar com as mãos. Sempre gostei e hoje pude aprender um pouco mais”.


As primeiras turmas da oficina de artesanato da Paraibuna Embalagens foram realizadas em 2021. À época, os participantes aprenderam a confeccionar tapetes e enfeites natalinos, a partir de retalhos de tecido, e a produzir sabão ecológico com o reaproveitamento de óleo de cozinha usado.





Fonte: Paraibuna Embalagens

bottom of page