top of page

Suzano inicia produção do papel higiênico Neve em planta capixaba

A empresa assumiu a produção da marca após adquirir a divisão de papéis tissue da Kimberly Clark neste ano. Após anunciar a construção de uma fábrica de papel tissue em Aracruz (ES), que contará com investimentos da ordem de R$ 650 milhões e capacidade para produzir 60 mil toneladas, e a substituição de uma caldeira de biomassa, a gigante de celulose também tem novidades na sua unidade de Cachoeiro de Itapemirim. Atualmente já trabalhando com as marcas Mimmo – que é líder de mercado no Espírito Santo – e Max Pure, a planta começou, no dia 23 de novembro.



12/12/2023 - Após anunciar a construção de uma fábrica de papel tissue em Aracruz (ES), que contará com investimentos da ordem de R$ 650 milhões e capacidade para produzir 60 mil toneladas, e a substituição de uma caldeira de biomassa, a gigante de celulose também tem novidades na sua unidade de Cachoeiro de Itapemirim.


Atualmente já trabalhando com as marcas Mimmo – que é líder de mercado no Espírito Santo – e Max Pure, a planta começou, no dia 23 de novembro, a produzir também o papel higiênico Neve. A empresa assumiu a produção da marca após adquirir a divisão de papéis tissue da Kimberly Clark neste ano, o que a firmou como líder de mercado no segmento de papéis higiênicos no país.


A unidade, inclusive, está celebrando um recorde de produção neste fim de ano. “Na área de bens de consumo, nossa unidade localizada em Cachoeiro de Itapemirim registrou recorde de produção mensal, com a marca de 527 mil fardos no mês de outubro, atestando a excelência operacional da unidade, cuja capacidade é de 30 mil toneladas/ano de papéis higiênicos”, disse o gerente geral industrial da Suzano em Aracruz, Fabrício José da Silva, à ES Brasil.


Fonte: Tissue Online

Comments


bottom of page