Suzano aumenta preços da celulose na Europa e América do Norte

Os novos valores, reajustados em US$ 30 e US$ 40, respectivamente, serão válidos para pedidos feitos a partir de 1º de fevereiro. Depois de anunciar reajuste de US$ 50 para o mercado asiático, a Suzano, maior fabricante mundial de celulose branqueada de eucalipto, vai aumentar os preços da celulose também na Europa e América do Norte, de acordo com fontes do setor. Os novos valores serão válidos para pedidos feitos a partir de 1º de fevereiro. O preço para o mercado europeu será acrescido em US$ 30 a tonelada, que passará de US$ 1.140 para US$ 1.170.


Foto: Tissue Online


01/02/2022 - Depois de anunciar reajuste de US$ 50 para o mercado asiático, a Suzano, maior fabricante mundial de celulose branqueada de eucalipto, vai aumentar os preços da celulose também na Europa e América do Norte, de acordo com fontes do setor. Os novos valores serão válidos para pedidos feitos a partir de 1º de fevereiro.


O preço para o mercado europeu será acrescido em US$ 30 a tonelada, que passará de US$ 1.140 para US$ 1.170. Na América do Norte, o aumento será um pouco maior, de US$ 40 por tonelada, reajustando o valor de US$ 1.340 para US$ 1.380.


Procurada, a Suzano, confirmou a alta de preço para as duas regiões.


No mercado asiático, o aumento da commodity para fevereiro é o terceiro aplicado pela Suzano nos últimos meses. Em dezembro, a gigante de celulose havia elevado os preços em US$ 20 a tonelada e, no início de janeiro, em mais US$ 30.


Fonte: Tissue Online