Suzano anuncia novo aumento no preço da celulose de fibra curta

Empresa continua sendo a preferida da Ágora Investimentos no setor de papel e celulose. Segundo a Ágora Investimentos, a Suzano anunciou um novo aumento, desta vez, de US$ 50 por tonelada no preço da celulose de fibra curta na China. Com o aumento, válido para vendas a partir de 1º de fevereiro, os preços serão fixados em US$ 580/tonelada. As informações são da Fastmarkets Risi.



19/01/2021 - Segundo a Ágora Investimentos, a Suzano anunciou um novo aumento, desta vez, de US$ 50 por tonelada no preço da celulose de fibra curta na China. Com o aumento, válido para vendas a partir de 1º de fevereiro, os preços serão fixados em US$ 580/tonelada. As informações são da Fastmarkets Risi.


Assim, vendo que a melhoria nos fundamentos da celulose segue avançando em ritmo sólido, a corretora continua classificando a Suzano como sua preferida no setor de papel e celulose.


O reajuste veio pouco depois de a empresa ter subido o preço da celulose branqueada de eucalipto para US$ 550 por tonelada no Oriente Médio e Sudeste Asiático. O aumento nas cotações foi além das já otimistas perspectivas já otimistas dos analistas.


“Os fundamentos apoiam um ciclo de celulose positivo em 2021/22, com os aumentos de preços no fim de 2020/início de 2021 superando nossa perspectiva já otimista (atualmente, estimamos que a celulose de fibra curta chegue a US$ 650/tonelada na China no fim do ano e com média de US$ 570/tonelada em 2021, o que está começando a parecer conservador)”, disseram os analistas Thiago Lofiego e Luiza Mussi, em relatório divulgado na sexta-feira, 15.


Para a Ágora, o aumento de US$ 50 por tonelada no preço da fibra curta é um reflexo da dinâmica saudável do mercado. Os preços da celulose de fibra longa, por sua vez, também estão subindo. Informações da Risi afirmam que importantes fabricantes do mercado estão pressionando por um aumento de US$ 120 a tonelada.


“O contrato de celulose de fibra longa de março atingiu RMB 6.254/tonelada (15 de janeiro), +RMB 94/tonelada no comparativo semanal e equivalente a cerca de US$ 840/tonelada após IVA e custos de logística, de acordo com a Risi. Essas iniciativas de preço levariam o spread de fibra entre a fibra longa e a celulose de fibra curta a máximos históricos, dando suporte à celulose de fibra curta”, ressaltou a dupla de analistas.


Cada variação de US$ 10 por tonelada no preço médio da celulose de fibra curta resulta em uma variação de cerca R$ 550 milhões no Ebitda (Lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da Suzano, conforme a Ágora.


Fonte: Tissue Online

EMPRESAS  ASSOCIADAS

SINPAPEL

SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DE CELULOSE, PAPEL E PAPELÃO NO ESTADO DE MINAS GERAIS

Rua Bernardo Guimarães, 63 - 3º andar

CEP: 30140-080 | Belo Horizonte - MG

sinpapel@fiemg.com.br

Tel: +51 (31) 3282 7455

© Copyright 2020 SINPAPEL. Todos os direitos reservados. Web Designer Ricardo Sodré