Simpósio em BH traz discussões urgentes sobre a água

Mais de três mil pessoas participam, presencial e virtualmente, de importantes discussões sobre a preservação da água, durante realização da XXIV edição do Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos (SBRH), que tem co-realização da FIEMG. A abertura do evento ocorreu na noite do dia 21/11, com a presença de estudantes, pesquisadores, autoridades e representantes de entidades do setor de todo o país. A FIEMG, co-viabilizadora do SBRH juntamente com o governo de Minas, promove painéis e workshops. Nesta temporada, a ABRHidro, realizadora do evento, traz extensa programação até sexta-feira (26/11), incluindo nove conferências, 13 mesas redondas e 56 sessões técnicas.


Vivi Martinelli/ Divulgação/ ABRHidro


23/11/2021 - Mais de três mil pessoas participam, presencial e virtualmente, de importantes discussões sobre a preservação da água, durante realização da XXIV edição do Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos (SBRH), no Expominas, em Belo Horizonte. A abertura do evento ocorreu na noite do dia 21/11, com a presença de estudantes, pesquisadores, autoridades e representantes de entidades do setor de todo o país. A FIEMG, co-viabilizadora do SBRH juntamente com o governo de Minas, promove painéis e workshops (veja abaixo).


Nesta temporada, a Associação Brasileira de Recursos Hídricos (ABRHidro), realizadora do evento, traz extensa programação até sexta-feira (26/11), incluindo nove conferências, 13 mesas redondas e 56 sessões técnicas, que reúnem alguns dos maiores especialistas do setor. O tema é a “Água em pauta: múltiplas dimensões”, com a proposta de enfatizar a relevância do mineral em aspectos variados da sociedade, como explicou a presidente da ABRHidro, Synara Broch.


“Este é o maior evento já realizado sobre o tema pela entidade em 44 anos de história. Continuamos a acreditar que a água conecta pessoas e organizações, ciência, tecnologia e inovação, o conhecimento e o mercado, a mineração, a energia, o agronegócio, o transporte hidroviário, indústria e infraestrutura, governo e sociedade e essas múltiplas conexões é que devem tornar a água uma prioridade nacional e global”, declarou Broch.


Presente no evento, o presidente em exercício da FIEMG, José Batista de Oliveira, lembrou que a água é o recurso essencial para a manutenção da vida no planeta, que garante a sobrevivência da espécie humana. Além disso, considerou que o bem é fator estratégico e de mercado para a produção de alimentos e bens duráveis. Assim sendo, Batista afirmou que a gestão integrada dos recursos hídricos é um tema de grande importância.


“Por ter essa percepção é o que presidente da FIEMG, Flávio Roscoe, abraçou, de imediato, a proposta apresentada pela Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (SEMAD) e também presidente da comissão organizadora local, doutora Marília Carvalho de Melo, de ser uma entidade copromotora do evento em Minas”, explicou o gestor. Ele também completou que a FIEMG oferece assessorias técnicas às indústrias mineiras para estimulá-las a fazerem o uso adequado e tecnologicamente inovador da água.


Em participação on-line, Marília Carvalho de Melo, secretária da SEMAD, elogiou a pertinência da ABRHidro em realizar o simpósio. Segundo ela, somente o planejamento e a discussão são capazes de evitar crises hídricas, como as vividas em 2015, e na atualidade. “Em 2021, vemos reservatórios com baixos níveis novamente. Qual é a previsão para quem depende da água? A reflexão não pode parar. Precisamos olhar para o futuro, para a infraestrutura hídrica, para o uso eficiente, reuso. É o que queremos desse momento de rica integração entre o meio acadêmico, técnico e político”, disse Marília.


DISCUSSÕES

No cronograma do simpósio, diversos temas relacionados à segurança hídrica serão abordados. Entre eles, a relação da água com a Amazônia, a reserva de água para múltiplos fins como a geração de energia, a ciência e técnicas inovadoras no monitoramento dos recursos hídricos, os modelos de financiamento para a universalização do saneamento, e a poluição de nossos rios urbanos. Além das atividades pagas, haverá 40 atividades gratuitas ao público em geral, que poderão ser assistidas no Canal do YouTube da ABRHidro.


A FIEMG participa com a realização, na terça-feira (23/11), do workshop "Qualidade das águas no estado de Minas Gerais", das 9h às 10h55; das 11h às 13h, da reunião da Rede CNI e Rede Mineira de Recursos Hídricos; e das 14h às 15h30, do painel "Água como fator do desenvolvimento social" - todas as atividades no auditório 8 do Expominas. Já na quarta-feira (24/11), das 14h às 15h30, a FIEMG trata sobre as Soluções para a Água, no auditório 9.


Além disso, profissionais renomados, como Tamlin Pavelsky, professor de Hidrologia Global (Universidade da Carolina do Norte); a especialista em soluções baseadas na natureza Bregje van Wesenbeeck (Deltares) e o hidrólogo britânico Keith Beven (Universidade de Lancaster) estarão à frente das conferências, a exemplo do diretor do Instituto Global para Segurança Hídrica, Jeffrey McDonnell. Todas as palestras internacionais terão tradução simultânea para os participantes.


Por fim, a solenidade de abertura contou ainda com a secretária de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais, Ana Valentini; a presidente da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA), Christianne Dias; a reitora da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Sandra Regina Goulart Almeida; entre outros.


PRÊMIOS

O Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos estimula o desenvolvimento de pesquisas sobre o setor. Cerca de mil trabalhos científicos, realizados por alunos de níveis médio, técnico e superior, foram inscritos no evento. “Iremos selecionar o melhor. É uma forma de incentivo aos grandes cientistas do futuro. O simpósio congrega estudantes e instituições, desde a fundação. Acompanhamos e participamos do despertar da sociedade em relação aos recursos hídricos. A água é fator fundamental para a vida”, afirmou a presidente da ABRHidro.


Também na ocasião foi entregue o prêmio Flávio Terra Barth 2021, que foi concedido, pela primeira vez, a uma mulher. Trata-se de Mônica Ferreira do Amaral Porto, ex-presidente da ABRHidro, e atual diretora da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp). Ao entregar o prêmio, o também ex-presidente da ABRHidro, Luiz Gabriel Todt de Azevedo, afirmou que Mônica quebrou barreiras e pavimentou caminhos para a próxima geração. Mônica agradeceu o reconhecimento e dedicou ao marido, já falecido.


SERVIÇO

XXIV Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos

Data: 21 a 26 de novembro de 2021

Local: EXPOMINAS BH. Av. Amazonas, 6200, Gameleira, Belo Horizonte/MG

https://site.abrhidro.org.br/


Fonte: FIEMG