Programa 6S proporciona troca de conhecimentos entre diferentes setores da Paraibuna Embalagens

Primeiro ciclo da iniciativa aconteceu em abril, promovendo auditorias internas com dinâmica participativa e trabalho em equipe. Os colaboradores da Paraibuna Embalagens deram o “pontapé” inicial em mais uma edição do Programa 6S na unidade de Juiz de Fora da empresa. A iniciativa promove auditorias internas que têm como base a dinâmica participativa e a troca de conhecimentos entre todos os setores. Em abril, aconteceu o primeiro ciclo do trabalho, que ainda terá outras três etapas ao longo deste ano para proporcionar ajuda mútua entre os diferentes setores e o comprometimento com o cotidiano de atuação e a qualidade dos resultados.


Foto: Paraibuna Embalagens


17/05/2022 - Primeiro ciclo da iniciativa aconteceu em abril, promovendo auditorias internas com dinâmica participativa e trabalho em equipe


Os colaboradores da Paraibuna Embalagens deram o “pontapé” inicial em mais uma edição do Programa 6S na unidade de Juiz de Fora da empresa. A iniciativa promove auditorias internas que têm como base a dinâmica participativa e a troca de conhecimentos entre todos os setores. Em abril, aconteceu o primeiro ciclo do trabalho, que ainda terá outras três etapas ao longo deste ano para proporcionar ajuda mútua entre os diferentes setores e o comprometimento com o cotidiano de atuação e a qualidade dos resultados.


O programa segue metodologia criada no Japão que ajuda a criar a cultura da disciplina, além de possibilitar a identificação de problemas e gerar oportunidades para melhorias, aumentando a eficiência operacional dentro da Paraibuna Embalagens. A metodologia japonesa tem cinco “sensos”: Seiri – Senso de utilização, Seiton – Senso de organização, Seiso – Senso de limpeza, Seiketsu – Senso de padronização e Shitsuke – Senso de disciplina. Na Paraibuna Embalagens, o sexto senso implantado foi o Shikari Yago – Senso de união, que está em consonância com um dos valores da empresa: o Seja parte do time.


O primeiro ciclo do programa mobilizou 54 auditores que ficaram responsáveis por auditar 33 áreas. A cada três meses, os diferentes setores são visitados pelos auditores do programa, oportunidade para que as melhorias indicadas pelos colaboradores em um trimestre sejam ajustadas no seguinte. “Mesmo que todos os desvios não sejam solucionados até a próxima auditoria, buscamos sempre a melhoria contínua”, explica o analista de qualidade Rafael Padilha.


DINÂMICA PARTICIPATIVA

As auditorias possuem uma dinâmica participativa na qual os próprios auditores compartilham seus conhecimentos e visões de como seria a melhor maneira de implementar os requisitos de qualidade em cada setor. “A qualidade não é uma pauta de um setor e, sim, de toda a empresa. Todos devem participar”, resume Rafael Padilha.


Estreando como auditora, a assistente administrativa do setor de projetos Sheyla Malta trata o Programa 6S como uma oportunidade de sair da zona de conforto e buscar melhorias no cotidiano de trabalho. “Não é identificar problemas para o outro, é tirar o outro da zona de conforto. Esse olhar de fora é importante porque, ocasionalmente, a gente pode fazer melhorias. Muitas vezes precisamos de um puxão para enxergar além”.


O pensamento fora da caixa como ferramenta de evolução também é apontado pelo assistente administrativo do setor de utilidades Pablo Venâncio como o ponto alto do programa. “O mais bacana é, como as áreas estão associadas, nós temos a oportunidade de ver melhorias que as pessoas de outros setores não veriam, porque estão acostumados com a rotina. Conseguimos ter um olhar mais crítico”.


CICLO TEM NOVIDADE

Neste novo ciclo, o Programa 6S voltou com uma novidade para agilizar a gestão dos resultados das auditorias. Agora, os próprios auditores compartilham os resultados das auditorias realizadas e disponibilizam as ações indicadas para executar as melhorias propostas através de uma planilha. Antes, a função de abastecer a plataforma de controle dos resultados cabia apenas a uma pessoa, que centralizava o contato com os auditores.


Com o novo processo, o tempo decorrido entre a realização da auditoria e o início do tratamento dos desvios foi reduzido em cerca de uma semana. A ferramenta também possibilita o acompanhamento das tratativas em tempo real, com foco na melhoria do ambiente de trabalho e na gestão de qualidade de cada setor.


Fonte: Paraibuba Embalagens