Prévia da inflação desacelera em maio, mas tem maior índice para mês desde 2016

No ano, o IPCA-15 apresenta alta de 4,93%. Já o acumulado dos últimos 12 meses é de 12,20%, acima dos 12,03% registrados em abril. Tido como “prévia da inflação oficial”, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) desacelerou para 0,59% em maio na comparação com abril, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Apesar da aparente boa notícia, é o maior índice para o mês desde 2016 (0,86%). No ano, o IPCA-15 apresenta alta de 4,93%. Já o acumulado dos últimos 12 meses é de 12,20%, acima dos 12,03% registrados em abril. A taxa de maio de 2021 foi de 0,44%.



Por Renato Alves


26/05/2022 - Tido como “prévia da inflação oficial”, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) desacelerou para 0,59% em maio na comparação com abril, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta terça-feira (24/05).


Apesar da aparente boa notícia, é o maior índice para o mês desde 2016 (0,86%). No ano, o IPCA-15 apresenta alta de 4,93%. Já o acumulado dos últimos 12 meses é de 12,20%, acima dos 12,03% registrados em abril. A taxa de maio de 2021 foi de 0,44%.


Segundo o IBGE, todos os grupos de produtos e serviços pesquisados apresentaram aumento nos preços, exceto habitação (-3,85%), influenciado pela queda de 14,09% na energia elétrica.


IPC-S avançou em cinco das sete capitais pesquisadas

O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) acelerou de 0,41% para 0,44% entre a segunda e a terceira leituras de maio, informou também nesta terça-feira a Fundação Getulio Vargas (FGV).


O IPC-S avançou em cinco das sete capitais pesquisadas na terceira quadrissemana do mês.


A FGV apurou avanço da inflação em Porto Alegre (-0,02% para 0,05%), Recife (0,86% para 0,98%), Rio de Janeiro (0,15% para 0,34%), Salvador (0,63% para 1,13%) e São Paulo (0,47% para 0,52%).


Já em Belo Horizonte (0,26% para 0,16%) e Brasília (0,96% para 0,24%) houve desaceleração na alta dos preços. (Com Estadão Conteúdo)


Fonte: jornal O Tempo