Preços da celulose seguem em alta e podem ter novos aumentos até maio

O bom momento da fibra se justifica pela demanda globalmente aquecida, a dificuldade de acesso a contêineres e reajustes nos preços de papéis. Os preços da celulose devem continuar em alta e pode haver novos aumentos em abril e, potencialmente, em maio, mesmo após os ganhos de 45%, ou aproximadamente US$ 225 por tonelada de fibra curta, somente neste ano no mercado chinês. O bom momento da fibra se justifica pela demanda globalmente aquecida, a dificuldade de acesso a contêineres e a navios de “break bulk” e reajustes nos preços de papéis em diferentes regiões.



25/03/2021 - Os preços da celulose devem continuar em alta e pode haver novos aumentos em abril e, potencialmente, em maio, mesmo após os ganhos de 45%, ou aproximadamente US$ 225 por tonelada de fibra curta, somente neste ano no mercado chinês. O bom momento da fibra se justifica pela demanda globalmente aquecida, a dificuldade de acesso a contêineres e a navios de “break bulk” e reajustes nos preços de papéis em diferentes regiões.


De acordo com os analistas Daniel Sasson, Ricardo Monegaglia e Edgard Pinto de Souza, do Itaú BBA, os produtores de fibra curta podem anunciar novos aumentos para abril, buscando US$ 800 por tonelada na China.


Para a fibra longa, mesmo com os volumes negociados permanecendo fortes, a acomodação recente nos preços dos contratos futuros no bolsa de Xangai pode indicar que os valores estão chegando mais próximos do limite.


Na última semana, os dois tipos tiveram nova valorização no mercado chinês: enquanto a fibra curta subiu US$ 6,40, para US$ 726,44 a tonelada, a longa cresceu US$ 14,60, a US$ 955,23 por tonelada.


O UBS afirma que os valores de mercado devem atingir o pico em maio, com correção no decorrer do segundo semestre. Em relatório elaborado a partir de uma reunião com a consultoria chinesa SCI, com atuação em inteligência de mercado, os analistas do banco apontaram que, apesar de o desequilíbrio entre oferta e demanda sustentar cotações mais elevadas no momento, a especulação com contratos futuros fez com que os preços subissem mais do que justificam os fundamentos de mercado.


AUMENTOS FORAM IMPLEMENTADOS

Na última semana de fevereiro, diferentes produtores de celulose de eucalipto anunciaram reajustes de US$ 120 por tonelada para a China. Na Suzano, o preço válido para aquele mercado subiu para US$ 720 a partir de março, e na Klabin, passou a ser de US$ 730 por tonelada. Os aumentos já foram implementados.


Já para Europa e América do Norte, foram anunciados aumentos de US$ 90 por tonelada e US$ 100 por tonelada, respectivamente, levando-se os valores que haviam sido informados pelos produtores para fevereiro. Com esse reajuste, o valor no mercado europeu subiu para US$ 910 em março, e para US$ 1.140 no mercado americano (valores sujeitos a desconto).


Fonte: Tissue Online

EMPRESAS  ASSOCIADAS

SINPAPEL

SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DE CELULOSE, PAPEL E PAPELÃO NO ESTADO DE MINAS GERAIS

Rua Bernardo Guimarães, 63 - 3º andar

CEP: 30140-080 | Belo Horizonte - MG

sinpapel@fiemg.com.br

Tel: +51 (31) 3282 7455

© Copyright 2020 SINPAPEL. Todos os direitos reservados. Web Designer Ricardo Sodré