top of page

Paraibuna Embalagens participa da colônia de férias da Prefeitura de Juiz de Fora

Empresa promoveu ação de educação ambiental e também a distribuição dos kits de cestos coletores. A Paraibuna Embalagens foi convidada pela Prefeitura de Juiz de Fora para participar da Colônia de Férias, realizada, na Praça de Benfica, entre os dias 9 e 12 de julho e, no Parque da Lajinha, entre os dias 13 e 16 de julho. Durante as duas edições do evento promovido pela Sesmaur, a empresa promoveu ações de educação ambiental para crianças e distribuiu kits de cestos coletores.



03/08/2023 - A Paraibuna Embalagens foi convidada pela Prefeitura de Juiz de Fora para participar da Colônia de Férias, realizada, na Praça de Benfica, entre os dias 9 e 12 de julho e, no Parque da Lajinha, entre os dias 13 e 16 de julho. Durante as duas edições do evento promovido pela Secretaria Municipal de Sustentabilidade, Meio Ambiente e Atividades Urbanas (Sesmaur), a empresa promoveu ações de educação ambiental para crianças e distribuiu kits de cestos coletores, além de exposição de brinquedos feitos de papelão.


Para a assessora de comunicação, Joana Paula Moreira, a parceria da Prefeitura com as empresas da região foi fundamental para o sucesso da colônia de férias. “A interação do poder público com o setor privado enriquece as atividades, trazendo mais recursos e estrutura, dando oportunidade para que mais pessoas tenham acesso às brincadeiras, ao esporte, ao lazer, à recreação e, ainda, proporcionando maior sensibilização com atividades de educação ambiental”, afirmou.


“Foi muito legal interagir com as crianças e falar sobre educação ambiental. Com certeza, elas são multiplicadoras desse conhecimento dentro de casa e na escola”, observou a Coordenadora de Meio Ambiente da Paraibuna Embalagens, Fernanda Rocha, ao destacar o trabalho de conscientização da coleta seletiva.


Técnica de enfermagem, Kamila Moreira levou a filha e os sobrinhos para participarem da colônia de férias em Benfica. “Fiquei muita satisfeita, porque esses três dias na praça foram de muita diversão. As crianças ficaram muito felizes com as brincadeiras, o lanche e também as lembrancinhas. Foram dias especiais para eles e para mim também”, explicou.


No Parque da Lajinha, a participação foi limitada a 30 crianças por dia. Já na praça de Benfica, como era um evento aberto ao público, não tiveram como contabilizar o número de participantes, enquanto em evento semelhante realizado também no Esporte Clube Benfica, foram registradas cerca de 300 crianças e adolescentes entre 6 e 14 anos.


“Na Zona Norte, na praça de Benfica, as atividades foram abertas ao público. Tivemos teatro sobre dengue e exposição de animais peçonhentos, oficina de ecobag (transformação de camisetas em bolsas), pula-pula, serviços de saúde para as famílias (aferição de pressão, entre outros), recreação, brincadeiras com materiais recicláveis e oficina de vôlei com a equipe do JF Vôlei. Além da dinâmica de experimentação de alimentos, a casinha de papelão que a Paraibuna levou e a confecção dos chaveiros com material reciclável foram iniciativas de muito sucesso”, disse Joana.


Analista de comunicação e marketing da Paraibuna Embalagens, Ledislaine Assis, relata sobre o quanto a empresa se alegra em poder participar deste tipo de evento. “Para nós, marcar presença neste tipo de evento aberto à comunidade, tem sido fundamental, além de abordarmos temas como a educação ambiental, a reciclagem e a sustentabilidade, estes momentos são de muita troca e aprendizagem. Ouvimos as pessoas contarem as suas histórias, que muitas vezes se entrelaçam com a da empresa. É muito interessante ver que muitos dos participantes, tanto os adultos quanto as crianças, conhecem ou já ouviram falar da Paraibuna. Isso demonstra que o trabalho que estamos fazendo tem gerado resultados”, relatou.


“Foi gratificante e inspirador ver as crianças interagirem com os brinquedos de papelão, colorindo o Reciclinho, mascote da empresa, colocando em prática a arte ao personalizar o chaveirinhos em formato de árvore. Além disso, aprendendo e multiplicando sobre como separar corretamente o lixo dando destino correto aos itens que podem e devem ser reciclados”, concluiu Ledislaine Assis.



Fonte: Paraibuna Embalagens

Commentaires


bottom of page