top of page

Mais de 150 brigadistas integram o novo time da brigada de incêndio da Paraibuna Embalagens

Os colaboradores foram capacitados para atuarem no combate a incêndio e também no resgate de vítimas. A Paraibuna Embalagens promoveu, no dia 1º de fevereiro, a formatura dos novos brigadistas nas duas unidades fabris, que teve como o objetivo de capacitar os colaboradores para o combate a incêndio e resgate de vítimas. Por isso, os temas abordados no treinamento foram a utilização correta dos equipamentos e também os cuidados necessários diante de um acidente. Além de uma prerrogativa legal, a brigada é capaz de salvar vidas, por isso esse treinamento é de suma importância para os colaboradores que se capacitam e também para a empresa.



07/03/2023 - A Paraibuna Embalagens promoveu, no dia 1º de fevereiro, a formatura dos novos brigadistas nas duas unidades fabris, que teve como o objetivo de capacitar os colaboradores para o combate a incêndio e resgate de vítimas. Por isso, os temas abordados no treinamento foram a utilização correta dos equipamentos e também os cuidados necessários diante de um acidente. Além de uma prerrogativa legal, a brigada é capaz de salvar vidas, por isso esse treinamento é de suma importância para os colaboradores que se capacitam e também para a empresa que reforça o seu compromisso de respeitar a vida e estimular o aprendizado.


Responsável pelo treinamento na unidade de Juiz de Fora, o militar da reserva do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, Luiz Gerrhim explica que, além de ensinar como agir em casos de emergência, o treinamento teve foco em ações preventivas, uma vez que o objetivo maior da iniciativa é garantir a segurança na empresa.


“O acidente só acontece quando há uma falha na prevenção. Então, o objetivo do treinamento foi conscientizar e sensibilizar esses profissionais para atuarem na prevenção. Com certeza, muitas vidas serão salvas. O curso ofereceu noções de combate a incêndio e primeiros socorros, tanto na parte teórica como prática, e também no combate a incêndio voltado para as atividades específicas da Paraibuna”, explica Luiz.


Na unidade de Sapucaia a responsável pelo treinamento foi a técnica de segurança do trabalho, Yasmin Gregório. Ela explica que o objetivo do curso foi capacitar os colaboradores para estarem preparados, caso necessitem atuar em alguma ocorrência, seja ela relacionada à preservação da vida e/ou do patrimônio. “Todos os temas abordados nos treinamentos foram voltados para as possíveis ocorrências e acidentes que podem acontecer em todas as áreas na empresa”.


Parte prática foi destaque da programação

A colaboradora de Juiz de Fora Jessica Leite, que atua no setor de meio ambiente, participou ativamente do curso e, por isso, foi reconhecida como destaque. Para ela, o treinamento foi muito produtivo, uma vez que ensinou a maneira correta de prevenir e combater incêndio, utilizando extintores, rede de hidrantes, mangueiras e caminhão.


“A parte prática foi a mais legal do treinamento. Fomos para a mata e tivemos que abrir caminho, abafar o fogo e os focos de incêndio. Simulamos um incêndio e pegamos a mangueira de hidrante. Deu para aprender bastante coisa, principalmente, a trabalhar o lado emocional, que conta muito nessas horas”, destaca Jéssica.


O operador de produção Claudinei da Silva Gonçalves, do setor da MP8, se inscreveu no treinamento, porque acredita que adquirir conhecimento nunca é demais. “Agora estamos preparados para ajudar em todos os tipos de ocorrência não só aqui na empresa, mas também em casa. Acho importante saber ajudar o próximo e também colaborar em momentos difíceis”, diz ele que trabalha na unidade de Juiz de Fora.


A estagiária do setor de segurança do trabalho na unidade de Sapucaia, Graciéle Patrocínio, revela que os ensinamentos do treinamento foi fundamental não só para sua experiência profissional para estar preparada para agir em qualquer ocorrência, mas também para sua vida pessoal. “Com a experiência adquirida, estou podendo cuidar do meu pai que operou o joelho e graças às noções de primeiros socorros que tivemos no treinamento, eu estou trocando os curativos dele diariamente. E também por conta do treinamento de brigada de incêndio, eu fico sempre atenta à funcionalidade dos extintores e mangueiras tanto os da fábrica quanto os do meu condomínio. Foi uma experiência muito enriquecedora”, diz orgulhosa.




Fonte: Paraibuna Embalagens

bottom of page