Klabin lança inovações na área de sacos industriais

Os produtos possuem forte apelo sustentável e mercadológico. A Klabin está apresentando ao mercado duas novidades na área de sacos industriais. Os produtos possuem forte apelo sustentável e mercadológico. A fabricante de papel e celulose, em parceria com a Votorantim Cimentos, desenvolveu a primeira embalagem hidrodispersível para cimento do Brasil.



04/03/2021 - A Klabin está apresentando ao mercado duas novidades na área de sacos industriais. Os produtos possuem forte apelo sustentável e mercadológico.


A fabricante de papel e celulose, em parceria com a Votorantim Cimentos, desenvolveu a primeira embalagem hidrodispersível para cimento do Brasil. Ela pode ser adicionada diretamente na betoneira para obtenção do concreto, sem que a mistura perca suas características originais.


Em outra área, a empresa criou uma sacaria que contém uma barreira de proteção de resina sustentável. No caso da argamassa, ela dobrou a vida útil do produto ensacado.


As duas inovações, segundo a Klabin, demonstram os esforços da empresa em sair à frente quando o assunto são novas tecnologias. “Esses produtos trazem fidelização, ganho de mercado e aproximação com os clientes”, afirma o diretor de Embalagem da companhia, Douglas Dalmasi.


Dalmasi explica que a organização tem entre suas estratégias justamente estar no dia a dia do cliente, além de compreender seus desafios e propor soluções. Por isso, a Klabin possui uma área específica para mapear novos produtos e mercados com foco no médio e longo prazo.


O negócio de sacos industriais da Klabin, integrado à sua unidade de embalagens, gerou uma receita de R$ 902 milhões, dos R$ 11,9 bilhões da receita líquida consolidada da empresa em 2020. O número representa um aumento de 11% em relação ao ano anterior. Em termos de volume, as vendas de sacos somaram 151 mil toneladas, ficando estáveis.


Anualmente, são produzidos aproximadamente 1,3 bilhão de sacos, que consomem 70% da produção de sackraft (papel), de 210 mil toneladas ao ano.


Fonte: Tissue Online