top of page

Klabin divulga Resumo Público 2022 do Plano de Manejo Florestal

Os documentos apresentam o desempenho e os esforços da companhia no desenvolvimento sustentável de suas operações para a unidade de Angatuba (SP) e sua área florestal no estado do Paraná. Na última semana, a Klabin divulgou o Resumo Público 2022 do Plano de Manejo Florestal para a unidade de Angatuba (SP) e para sua área florestal no estado do Paraná, com os resultados consolidados de 2021. Os documentos apresentam o desempenho e os esforços da companhia no desenvolvimento sustentável de suas operações, considerando o manejo, a conservação e as políticas socioambientais, trazendo indicadores técnicos e econômicos.



01/11/2022 - Na última semana, a Klabin divulgou o Resumo Público 2022 do Plano de Manejo Florestal para a unidade de Angatuba (SP) e para sua área florestal no estado do Paraná, com os resultados consolidados de 2021.


Os documentos apresentam o desempenho e os esforços da companhia no desenvolvimento sustentável de suas operações, considerando o manejo, a conservação e as políticas socioambientais, trazendo indicadores técnicos e econômicos, além de destacar o monitoramento da fauna e da flora realizado em cada região com o intuito de proteger a biodiversidade local.


MANEJO FLORESTAL

A empresa é pioneira no uso da gestão florestal em forma de mosaico, que mescla florestas plantadas com matas nativas preservadas, formando corredores ecológicos que possibilitam a convivência e o fluxo da fauna nativa em seu habitat natural, contribuindo também para a proteção do solo, de nascentes e da biodiversidade.


A técnica se tornou marca registrada da empresa e melhora o potencial de produção das florestas, ao mesmo tempo em que colabora com a proteção dos recursos naturais e a conservação da biodiversidade.


Outros destaques apontados pelo relatório são os números dos programas Matas Sociais – Planejando Propriedades Sustentáveis e Matas Legais, que juntos doaram 322 mil mudas, e, até o final de 2021, já haviam demarcado mais de 4.700 hectares de Áreas de Preservação Permanente (APP) e Reserva Legal (RL). A iniciativa objetivou a adequação ambiental das propriedades rurais envolvidas nos projetos e promoveu sensibilização quanto ao atendimento à legislação e a diversificação de renda nestas propriedades.


Cada documento apresentou ainda informações sobre as respectivas unidades.


UNIDADE PARANÁ

A base florestal da Klabin no estado conta com uma área total de mais de 447 mil hectares, sendo mais de 182 mil de vegetação nativa destinada à conservação total, e representa uma das maiores áreas verdes no Sul do país.


Por meio dos estudos que são realizados por uma consultoria especializada, foram identificadas 1.206 espécies de flora nas florestas da empresa, sendo 15 consideradas ameaçadas de extinção a nível nacional. Já na fauna, foram encontradas 783 espécies, sendo que 20 estão nas listas oficiais como ameaçadas de extinção.


O número de espécies registradas, detalhadas pelo Resumo Público, coloca as áreas da Klabin como uma das regiões mais importantes do Estado do Paraná em termos de biodiversidade.


O documento também apresenta as diversas ações que a Klabin realiza com as comunidades onde atua no Paraná, buscando estar presente e participativa, por meio de ações que disseminam o conhecimento sobre o território, a educação e a consciência ambiental. Ao todo, são 20 projetos socioambientais desenvolvidos pela empresa e seus resultados são mostrados no Resumo Público.


UNIDADE ANGATUBA

A unidade no município de Angatuba (SP), integra o negócio Florestal da Klabin, responsável por fornecer matéria-prima para a produção de papel e comercialização de madeira. A área é constituída por aproximadamente 4,8 mil hectares de florestas plantadas e 3,7 mil hectares de matas conservadas, certificados pelo Forest Stewardship Council® (FSC®), que se estendem pelos municípios paulistas de Angatuba, Itapeva, São Miguel Arcanjo, Tapiraí, Buri, Guareí, Itapetininga, Paranapanema e Sarapuí.


O trabalho de monitoramento da fauna e da flora realizado na região identificou 409 espécies de plantas nativas nas fazendas da unidade paulista, das quais 13 são consideradas ameaçadas de extinção, e 410 espécies da fauna silvestre, sendo 16 listadas oficialmente sob ameaça de extinção.


O documento reúne, ainda, as iniciativas que a Klabin realiza junto às comunidades vizinhas à sua operação, a fim de contribuir com o desenvolvimento socioeconômico e ambiental. Entre os destaques deste trabalho, está o programa de Fomento Florestal, que visa estimular pequenos agricultores a plantar florestas em suas propriedades


Para acessar o Resumo Público 2022 do Plano de Manejo Florestal, acesse o site da companhia.


Fonte: Tissue Online (Portal Celulose)

bottom of page