top of page

Irani Ventures investe R$ 1,4 milhão em startup de embalagens à base de resíduos agrícolas

A growPack cria embalagens alimentícias sustentáveis utilizando resíduos como a palha do milho. O veículo de Corporate Venture Capital da Irani anunciou um novo investimento em uma startup. O aporte da Irani Ventures é de cerca de R$ 1,4 milhão, dedicado a startup de embalagens growPack, que desenvolve tecnologias para produzir embalagens alimentícias sustentáveis utilizando resíduos reaproveitados de agricultura local, como a palha do milho.



26/09/2023 - O veículo de Corporate Venture Capital da Irani anunciou um novo investimento em uma startup. O aporte da Irani Ventures é de cerca de R$ 1,4 milhão, dedicado a startup de embalagens growPack, que desenvolve tecnologias para produzir embalagens alimentícias sustentáveis utilizando resíduos reaproveitados de agricultura local, como a palha do milho.


Com a investida no desenvolvimento de recipientes fabricados com biomateriais, a empresa avança em sua estratégia de inovação alinhada à sustentabilidade e acelera o trabalho da startup.


Promovendo a economia circular, a growPack possui tecnologias regenerativas próprias, desenvolvidas pela empresa, que dão origem a produtos compostáveis funcionais a partir de fibras alternativas. Além disso, sua planta de demonstração integrada permite criar protótipos e lançar no mercado provas de conceitos em menos de seis meses. As primeiras soluções da empresa são comercializadas para o mercado de delivery de comida.


“A nova investida representa um momento importante para a Irani. Sempre tivemos o desenvolvimento sustentável como pilar do nosso negócio. Assim, poder acelerar uma startup como a growPack, que também pensa dessa maneira, é gratificante. Projetos como esse permitem o desenvolvimento de produtos e estratégias capazes de gerar um impacto bastante positivo no ambiente”, disse Fabiano Alves Oliveira, diretor de Pessoas, Estratégia e Gestão da Irani.


Diante disso, o programa de aceleração da Irani deve proporcionar um processo de imersão e alavancagem com capital intelectual para a startup, o que envolve suporte operacional, mentoria e networking, que auxiliarão no desenvolvimento de suas atividades e negócio.


“Contar com o aporte da Irani significa incorporar no nosso negócio um sócio extremamente estratégico, tanto no conhecimento especializado como no desenvolvimento de fibras e embalagens em grande escala. Essa parceria faz sentido para todos da rede produtiva, desde os fornecedores envolvidos no processo até os clientes que receberão produtos ainda mais robustos”, afirmou Exequiel Bunge Berg, CEO e cofundador da growPack.


Para Paulo Beck, Head de Investimentos da Grow+, parceiro da Irani Ventures, o estágio avançado de maturidade da growPack colaborou para a escolha da startup. “Ficamos surpresos de encontrar uma empresa madura, com modelo de negócios escalável, que já superou o momento de product/market fit e, agora, quer escalar com velocidade. Estamos animados em assessorá-los neste novo coinvestimento e recebê-los no programa de aceleração”, destacou Beck.


Fonte: Portal Packaging

Opmerkingen


bottom of page