Indústria mineira tem alta do faturamento em 2021

Pesquisa Indicadores Industriais da FIEMG apura avanço de 2,1% em dezembro, puxado por setores de transformação e extrativista. Indústria mineira fatura 2,1% a mais em dezembro de 2021, aponta a Pesquisa Indicadores Industriais, realizada pela FIEMG. No acumulado do ano passado, o faturamento cresceu 25,2%. O desempenho positivo da indústria da transformação – com aumento das vendas para os mercados interno e externo e elevação dos preços de venda em empresas do segmento – explica o crescimento do indicador da indústria geral (indústria de transformação + indústria extrativa).



08/02/2022 - Indústria mineira fatura 2,1% a mais em dezembro de 2021, aponta a Pesquisa Indicadores Industriais, realizada pela FIEMG.


No acumulado do ano passado, o faturamento cresceu 25,2%. O desempenho positivo da indústria da transformação – com aumento das vendas para os mercados interno e externo e elevação dos preços de venda em empresas do segmento – explica o crescimento do indicador da indústria geral (indústria de transformação + indústria extrativa).


As horas trabalhadas na produção registraram expansão, justificada pelos crescimentos nas duas indústrias – de transformação e extrativa.


Os índices referentes ao mercado de trabalho – emprego, massa salarial e rendimento médio real – avançaram em dezembro.


Em 2021, a ampliação do calendário de vacinação contra a Covid-19 e, consequentemente, a flexibilização das medidas de distanciamento social fomentaram a recuperação da indústria.


A reedição de medidas como o Programa de Manutenção do Emprego e da Renda também contribuiu para a mitigação dos impactos econômicos negativos da pandemia.


Entretanto, para os próximos meses, é esperada uma desaceleração da atividade, na esteira da redução do ritmo de crescimento global – especialmente da China –, e da persistência de gargalos como a restrição da oferta de insumos e matérias-primas.


Em âmbito nacional, a inflação e o desemprego em patamares elevados, bem como as incertezas com relação ao cenário político, devem contribuir para a piora da atividade.


Confira a íntegra da pesquisa AQUI .


Fonte: FIEMG