IBGE: produção industrial cai em 13 dos 15 locais pesquisados em abril ante março

A produção industrial recuou em 13 dos 15 locais pesquisados na passagem de março para abril, segundo os dados da Pesquisa Industrial Mensal Produção Física Regional, divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta terça-feira. Em São Paulo, maior parque industrial do País, houve uma queda recorde de 23,2%. Além de São Paulo, também tiveram o resultado negativo mais intenso da série histórica o Amazonas (-46,5%), Ceará (-33,9%), Região Nordeste (-29,0%), Paraná (-28,7%), Bahia (-24,7%), Rio Grande do Sul (-21,0%) e Rio de Janeiro (-13,9%).



09/06/2020 - A produção industrial recuou em 13 dos 15 locais pesquisados na passagem de março para abril, segundo os dados da Pesquisa Industrial Mensal Produção Física Regional, divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta terça-feira.

Em São Paulo, maior parque industrial do País, houve uma queda recorde de 23,2%. Além de São Paulo, também tiveram o resultado negativo mais intenso da série histórica o Amazonas (-46,5%), Ceará (-33,9%), Região Nordeste (-29,0%), Paraná (-28,7%), Bahia (-24,7%), Rio Grande do Sul (-21,0%) e Rio de Janeiro (-13,9%).

Também houve perdas no Espírito Santo (-16,7%), Minas Gerais (-15,9%), Santa Catarina (-14,1%), Pernambuco (-11,7%) e Mato Grosso (-4,3%).

Na direção oposta, a produção cresceu no Pará (4,9%) e em Goiás (2,3%), após terem recuado no mês anterior em -14,4% e -2,5%, respectivamente.

Na média global, a indústria nacional despencou 18,8% em abril ante março.

COMPARAÇÃO ANUAL 

A produção industrial encolheu em 13 dos 15 locais pesquisados em abril de 2020 ante abril de 2019. Nove locais tiveram perdas recordes: Amazonas (-53,9%), Ceará (-53,0%), Rio Grande do Sul (-35,8%), Região Nordeste (-33,1%), São Paulo (-31,7%), Santa Catarina (-30,8%), Paraná (-30,6%), Pernambuco (-29,1%) e Bahia (-26,5%).

As demais quedas ocorreram no Espírito Santo (-23,9%), Minas Gerais (-20,4%), Mato Grosso (-11,6%) e Rio de Janeiro (-5,4%). Por outro lado, houve avanços no Pará (37,6%) e em Goiás (0,4%).

Fonte: Estado de Minas

EMPRESAS  ASSOCIADAS

SINPAPEL

SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DE CELULOSE, PAPEL E PAPELÃO NO ESTADO DE MINAS GERAIS

Rua Bernardo Guimarães, 63 - 3º andar

CEP: 30140-080 | Belo Horizonte - MG

sinpapel@fiemg.com.br

Tel: +51 (31) 3282 7455

© Copyright 2020 SINPAPEL. Todos os direitos reservados. Web Designer Ricardo Sodré