top of page

Exportações do agronegócio em MG movimentam US$ 8,2 bilhões

No segmento de produtos florestais, a celulose foi responsável por 98% das vendas no mercado internacional, de janeiro a julho de 2023. De janeiro a julho deste ano, as exportações do agronegócio de Minas Gerais movimentaram US$ 8,2 bilhões, com destaque para o crescimento de 45% do setor de produtos florestais, na comparação com o mesmo período do ano anterior, atingindo US$ 677,4 milhões, de acordo com dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC).



29/08/2023 - De janeiro a julho deste ano, as exportações do agronegócio de Minas Gerais movimentaram US$ 8,2 bilhões, com destaque para o crescimento de 45% do setor de produtos florestais, na comparação com o mesmo período do ano anterior, atingindo US$ 677,4 milhões, de acordo com dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC).


Em volume, foi registrada uma alta de 22,6% em relação ao mesmo período de 2022, com o envio de mais de 1 milhão de toneladas de produtos florestais – como celulose, madeira e papel – ao mercado exterior.


No segmento de produtos florestais, a celulose foi responsável pela maior parte das vendas no mercado internacional, com 98% dos envios. O setor tem experimentado um cenário de alta demanda, impulsionada especialmente pelas compras do mercado asiático.


O faturamento do agronegócio mineiro com as exportações, entre janeiro e julho, recuou 9,7% em comparação ao mesmo período de 2022, devida à queda de 17,4% no preço médio total da tonelada das commodities no mercado mundial.


DADOS GERAIS

Apenas em julho, o estado faturou US$ 1 bilhão com exportações, com o envio de 1,2 milhão de toneladas de produtos para o exterior. No acumulado dos primeiros sete meses de 2023, o agronegócio foi responsável por quase 36% das exportações totais de Minas Gerais. Em volume, o estado embarcou 9,1 milhões de toneladas, um crescimento de 9,4%.


No intervalo, os principais destinos dos produtos agropecuários mineiros foram China, com US$ 2,9 bilhões; Estados Unidos, com US$ 677,3 milhões; Alemanha, com US$ 481,5 milhões; Itália, com US$ 330,4 milhões e Japão, com US$ 318,5 milhões.


Fonte: Portal Celulose

コメント


bottom of page