Expedição de papelão ondulado totaliza 342.859 toneladas em julho/2021 – volume recorde meses julho

A prévia dos indicadores da EMPAPEL sinaliza que o Índice Brasileiro de Papelão Ondulado (IBPO) subiu 2,3% em julho na comparação com o mesmo mês do ano anterior, para 152,7 pontos (2005=100). Em termos de volume, a expedição de caixas, acessórios e chapas de papelão ondulado alcançou de 342.859 toneladas no mês, o maior volume expedido para os meses de julho. Na comparação interanual, essa é a 13ª vez consecutiva que o volume expedido é recorde. Com os números desta prévia, o volume de expedição por dia útil foi de 12.698 toneladas em julho, também uma alta de 2,3% na comparação interanual.



17/08/2021 - A prévia dos indicadores da EMPAPEL sinaliza que o Índice Brasileiro de Papelão Ondulado (IBPO) subiu 2,3% em julho na comparação com o mesmo mês do ano anterior, para 152,7 pontos (2005=100). Em termos de volume, a expedição de caixas, acessórios e chapas de papelão ondulado alcançou de 342.859 toneladas no

mês, o maior volume expedido para os meses de julho. Na comparação interanual, essa é a 13ª vez consecutiva que o volume expedido é recorde.


Com os números desta prévia, o volume de expedição por dia útil foi de 12.698 toneladas em julho, também uma alta de 2,3% na comparação interanual, visto que julho de 2021 registrou a mesma quantidade de dias úteis na comparação com julho de 2020. Este é o maior volume por dia útil da série histórica para os meses de julho.


Considerando os dados livres de influência sazonal, a prévia de julho sinaliza queda de 0,5% do IBPO, para 150,1 pontos. O volume expedido de papelão ondulado foi de 336.278 toneladas. A expedição por dia útil nos dados sazonalmente ajustados foi de 12.455 t, 7,8% inferior ao mês passado.




Todos os dados contidos neste relatório têm fonte EMPAPEL. Para maiores informações entre em contato com empapel@empapel.org.br.


Elaboração FGV IBRE