Empresas do setor de celulose devem ter desempenho melhor no 3º trimestre

Segundo o Credit Suisse, as empresas devem se beneficiar de melhores preços praticados, apoiados no mercado da Europa. Apesar da queda nas cotações da celulose na China, as empresas do setor devem apresentar resultados melhores no terceiro trimestre do que no período anterior, com melhores preços praticados – apoiados no mercado da Europa –, segundo o Credit Suisse. Apesar de as mudanças da geografia e da temperatura do planeta serem questões “já postas”.



21/10/2021 - Apesar da queda nas cotações da celulose na China, as empresas do setor devem apresentar resultados melhores no terceiro trimestre do que no período anterior, com melhores preços praticados – apoiados no mercado da Europa –, segundo o Credit Suisse.


Na visão do analista Caio Ribeiro, reajustes no papel anunciados pela Klabin no trimestre devem ajudar o seu Ebitda aumentar 3%, para R$ 1,85 bilhão, suavizando a pressão de um maior custo caixa por tonelada no segmento de celulose.


Já a Suzano, por estar somente no mercado de celulose, deve ter queda de 3% no seu Ebitda, para R$ 5,7 bilhões.


A fabricante de embalagens Irani também deve ver uma alta no seu Ebitda, de 11%, com correção no papel marrom reciclado e preços altos nos segmentos de embalagens e papelão.


Fonte: Tissue Online