Empresas de celulose geram milhares de empregos

Em 2007, teve início o terceiro ciclo do desenvolvimento de Três Lagoas com o início da instalação das indústrias de papel e celulose. No ramo de celulose, duas indústrias pertencem à Suzano e uma à Eldorado Brasil. Juntas, as três unidades de celulose geram mais de 10 mil empregos diretos e indiretos. A Suzano chegou ao município em 2008 e depois inaugurou sua segunda unidade em 2017 e tem mais de seis mil colaboradores, entre diretos e indiretos, sendo que a maioria deles atua em Três Lagoas, no segmento de indústria ou floresta. A Suzano tem capacidade.



16/06/2020 - Em 2007, teve início o terceiro ciclo do desenvolvimento de Três Lagoas, em Mato Grosso do Sul, se deu a partir de 2007, com o início da instalação das indústrias de papel e celulose. No ramo de celulose, duas indústrias pertencem à Suzano e uma à Eldorado Brasil. Juntas, as três unidades de celulose geram mais de 10 mil empregos diretos e indiretos.

A Suzano chegou ao município em 2008 e depois inaugurou sua segunda unidade em 2017 e tem mais de seis mil colaboradores, entre diretos e indiretos, sendo que a maioria deles atua em Três Lagoas, no segmento de indústria ou floresta. A Suzano tem capacidade para produzir 3,25 milhões de toneladas de celulose ao ano. Hoje, mais de 95% da celulose produzida na unidade é destinada à exportação.

Segundo a Suzano, a preocupação com o fortalecimento de fornecedores e das micro e pequena empresas sempre esteve em seu radar, inclusive, ainda na construção da primeira fábrica, firmou parceria com o IEL (Instituto Euvaldo Lodi), para a realização do PQF (Programa de Qualificação de Fornecedores) que tem o objetivo de preparar empresários de Três Lagoas para atender às exigências de mercado e como vender para grandes empresas, seja para a própria companhia ou não.

Diversos empresários que passaram pelo programa obtiveram incremento expressivo no lucro de seus negócios e, consequentemente, conseguiram crescer e gerar mais empregos. Em 2019, a empresa contratou 323 fornecedores de Três Lagoas, que geraram R$ 813,21 milhões.

Já a Eldorado Brasil Celulose, inaugurada em 2010, tem mais de quatro mil funcionários, sendo que 2,8 mil trabalham em Três Lagoas, onde está localizado seu complexo industrial e parte de sua operação florestal.

Mais de 90% de toda a produção de celulose que sai da fábrica é exportada atualmente, tendo como principal destino a Ásia, que responde por metade da demanda. Em 2019, a companhia produziu, no total, mais de 1,7 milhão de toneladas, alcançou um faturamento bruto de R$ 5,2 bilhões e teve receita líquida de R$ 4,3 bilhões, ambos com vendas internas e externas.

A empresa também expandiu sua atuação junto aos fornecedores de insumos, materiais e serviços de Mato Grosso do Sul, que são parte importante da base de suprimentos para a linha de produção de celulose.

Atualmente, a companhia conta com 423 fornecedores, oriundos de 20 cidades, dos quais 270 são de Três Lagoas. Entre janeiro e maio deste ano, pagou mais de R$ 246 milhões aos fornecedores sul-mato-grossenses. Somente os de Três Lagoas tiveram mais de R$ 163 milhões em receitas com a venda de insumos para a companhia.

A Eldorado constrói, agora, uma usina termelétrica.

Fonte: Tissue Online

EMPRESAS  ASSOCIADAS

SINPAPEL

SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DE CELULOSE, PAPEL E PAPELÃO NO ESTADO DE MINAS GERAIS

Rua Bernardo Guimarães, 63 - 3º andar

CEP: 30140-080 | Belo Horizonte - MG

sinpapel@fiemg.com.br

Tel: +51 (31) 3282 7455

© Copyright 2020 SINPAPEL. Todos os direitos reservados. Web Designer Ricardo Sodré