Contribuições da Indústria de Minas Gerais ao Desenvolvimento Sustentável

Flávio Roscoe, presidente da FIEMG, realiza palestra em reunião do Copam. Realizada de forma on-line no dia 10/03, a 189ª Reunião Ordinária do Plenário do Conselho Estadual de Política Ambiental (Copam) teve em sua programação a apresentação Contribuições da Indústria de Minas Gerais ao Desenvolvimento Sustentável, feita por Flávio Roscoe, presidente da FIEMG e membro do colegiado. “Muito tem sido feito pelo desenvolvimento sustentável de nosso estado e essa é uma oportunidade para que o setor produtivo mostre sua atuação”, afirmou o empresário no início de sua palestra.



16/03/2021 - Realizada de forma on-line no dia 10/03, a 189ª Reunião Ordinária do Plenário do Conselho Estadual de Política Ambiental (Copam) teve em sua programação a apresentação Contribuições da Indústria de Minas Gerais ao Desenvolvimento Sustentável, feita por Flávio Roscoe, presidente da FIEMG e membro do colegiado. “Muito tem sido feito pelo desenvolvimento sustentável de nosso estado e essa é uma oportunidade para que o setor produtivo mostre sua atuação”, afirmou o empresário no início de sua palestra.


O líder empresarial pontuou que a indústria deseja ser parte da solução no desenvolvimento sustentável e, para isso, adota princípios como a ética e transparência, concentrando seus esforços em ser competitiva, conquistar novos mercados, gerar empregos e renda, impulsionando, desta maneira, o crescimento econômico. “Mas sempre respeitando o meio ambiente. O objetivo da indústria hoje é prover condições para que a sociedade se sustente, utilizando o menor volume de recursos possíveis do nosso meio ambiente e, de preferência, os renováveis”.


Roscoe destacou que a Federação atua na pauta ambiental por meio de três eixos; a Modernização da Legislação; a Aplicação da Legislação e Fiscalização; e a Mobilização, Sensibilização, Capacitação e Treinamento dos Industriais. “Atualmente, a FIEMG possui 85 representações em conselhos de meio ambiente e recursos hídricos, como o Copam, conselhos municipais, câmaras técnicas do Conselho de Recursos Hídricos, conselhos consultivos de unidades de conservação, de reservas da biosfera e comitês de bacias hidrográficas”, esclareceu.


O empresário pontuou também a relevância da indústria para Minas Gerais, sendo responsável por mais de 1 milhão de empregos diretos, que representam 23% de todo emprego formal. Das mais das 61 mil empresas do estado, cerca de 70% são micros e pequenas indústrias. Desta maneira, menos de 30% são de médias e grandes indústrias. “Temos apenas 614 empresas grandes, com mais de 250 empregados e cada uma delas é uma joia preciosa para o estado, que sustenta mais de 460 mil pessoas”, reforçou.


Segundo Roscoe, o setor industrial mineiro é responsável por 79% das exportações de bens e serviços e 58,8% da arrecadação de ICMS do estado. “Nós, mineiros, temos que tratar essas empresas como tesouros, pois elas são as grandes pagadoras de tributos do estado e devemos facilitar suas operações sem abrir mão do cuidado com o meio ambiente e a sustentabilidade”.


O presidente da FIEMG também destacou as iniciativas da Federação no combate à pandemia causada pela Covid-19, como o encaminhamento de diversas ações de apoio à indústria e proteção social junto às esferas estadual, municipal e federal, conseguindo conquistas como a aprovação de medidas que preservaram, somente em Minas Gerais, mais de 300 mil empregos. Também atuou na produção e distribuição de mais de 1 milhão máscaras, 180 mil litros de álcool glicerinado 70%, 1.600 respiradores pulmonares e 166 leitos de UTI. “Fomos a entidade de classe que mais contribuiu para mitigar os impactos da crise causada pelo novo coronavírus”.


ConcessõesRomeu Zema, governador do estado, anunciou durante a reunião a concessão dos parques estaduais da Rota Lund. “Com isso o Estado terá mais recursos para a saúde, educação e segurança. Esses parques receberão investimentos do setor privado e ficarão mais preparados a receberem os turistas”, afirmou Zema.


Prêmio Natureza Gerais 2021 – Durante o encontro, foram anunciados os vencedores do Prêmio Natureza Gerais 2021. A iniciativa da categoria Melhor ação Ambiental foi o Programa de Educação Ambiental da Polícia Militar de Minas Gerais (PROGEA). Na categoria Melhor Ação ou Projeto Ambiental da Iniciativa Privada, a ArcelorMittal, com o Plano Diretor de Águas (PDA). A categoria Melhor Ação ou Projeto Ambiental realizada pela Sociedade Civil foi da Associação Ambiental Promutuca, com o projeto Corredor Ecológico Vale do Mutuca (CEVAM). E a categoria Cidadania Ambiental, foi vencida pelo professor doutor José Roberto Soares Scolforo, da Universidade Federal de Lavras.


A 189ª Reunião Ordinária do Plenário do Conselho Estadual de Política Ambiental (Copam) foi conduzida por Marília Carvalho de Melo, secretária de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e presidente do colegiado.


Fonte: FIEMG

EMPRESAS  ASSOCIADAS

SINPAPEL

SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DE CELULOSE, PAPEL E PAPELÃO NO ESTADO DE MINAS GERAIS

Rua Bernardo Guimarães, 63 - 3º andar

CEP: 30140-080 | Belo Horizonte - MG

sinpapel@fiemg.com.br

Tel: +51 (31) 3282 7455

© Copyright 2020 SINPAPEL. Todos os direitos reservados. Web Designer Ricardo Sodré