Celulose impulsiona superávit de US$ 3,8 bilhões no Mato Grosso do Sul

De acordo com a Semagro, a celulose é o segundo produto mais exportado pelo estado, com 21,77% de participação. A balança comercial de Mato Grosso do Sul acumula superávit de US$ 3,8 bilhões de janeiro a outubro de 2021, alta de 8,56% em comparação ao mesmo período do ano passado. O resultado foi motivado pelas exportações, em grande parte, de celulose. De acordo com dados da Carta de Conjuntura nº 72, elaborada pelo setor de Estatística da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), a celulose é o segundo produto mais exportado pelo estado, com 21,77% de participação.



11/11/2021 - A balança comercial de Mato Grosso do Sul acumula superávit de US$ 3,8 bilhões de janeiro a outubro de 2021, alta de 8,56% em comparação ao mesmo período do ano passado. O resultado foi motivado pelas exportações, em grande parte, de celulose.


De acordo com dados da Carta de Conjuntura nº 72, elaborada pelo setor de Estatística da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), a celulose é o segundo produto mais exportado pelo estado, com 21,77% de participação, perdendo apenas para a soja, que tem 35,87%.


O município de Três Lagoas, que concentra as fábricas de celulose no país, continua como principal exportador de produtos, com 36,07% da pauta do estado.


Ainda segundo a Semagro, a China permanece como principal destino das exportações, com 47,22% do valor exportado. O número é inferior ao apurado no mesmo período do ano passado, 47,8%. Também apresentaram crescimento nas exportações: Egito (+63,4%) e Estados Unidos (+58,82%).


Fonte: Celulose Online