BNDES libera quase R$700 mi para projeto de celulose da Duratex

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou que aprovou crédito de 697 milhões de reais para a Duratex construir uma fábrica de celulose solúvel. Com capacidade de 500 mil toneladas por ano, a planta sediada em Minas Gerais tem início da operação previsto para 2022. O projeto é concentrado na LD Celulose, joint venture criada em 2019 pela Duratex com a austríaca Lenzing, líder mundial na produção de fibras de celulose. A Duratex tem 49% no capital da LD. O investimento estimado do projeto é de cerca de 5,2 bilhões de reais.



08/04/2021 - O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou que aprovou crédito de 697 milhões de reais para a Duratex construir uma fábrica de celulose solúvel.


Com capacidade de 500 mil toneladas por ano, a planta sediada em Minas Gerais tem início da operação previsto para 2022. O projeto é concentrado na LD Celulose, joint venture criada em 2019 pela Duratex com a austríaca Lenzing, líder mundial na produção de fibras de celulose.


A Duratex tem 49% no capital da LD. O investimento estimado do projeto é de cerca de 5,2 bilhões de reais. A Duratex participará com aporte de ativos florestais e financeiros.


"Com o projeto, a Duratex diversifica seus negócios e aumenta o retorno de seus ativos florestais", afirmou o BNDES sobre a companhia brasileira controlada pela Itaúsa e especializada em louças sanitárias e painéis de madeira.


A produção na nova planta será comprada pela Lenzing e usada na fabricação de viscose, usada para fios de tecidos.


(Por Aluísio Alves)


Fonte: UOL - Economia - (Reuters)

EMPRESAS  ASSOCIADAS

SINPAPEL

SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DE CELULOSE, PAPEL E PAPELÃO NO ESTADO DE MINAS GERAIS

Rua Bernardo Guimarães, 63 - 3º andar

CEP: 30140-080 | Belo Horizonte - MG

sinpapel@fiemg.com.br

Tel: +51 (31) 3282 7455

© Copyright 2020 SINPAPEL. Todos os direitos reservados. Web Designer Ricardo Sodré