Atividade econômica sobe 1,31% em maio, mostra BC

IBC-Br teve a primeira alta desde o início da pandemia. O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) registrou em maio a primeira alta desde o início da pandemia de covid-19 - o indicador cresceu 1,31% na comparação dessazonalizada com abril, conforme divulgado nesta terça-feira pela autoridade monetária. O IBC-Br vinha caindo na comparação mensal desde março. Em abril, por exemplo, o indicador recuou 9,45% (dado revisado de baixa de 9,73%). O resultado de maio, no entanto, veio abaixo da mediana das estimativas colhidas pelo Valor Data, de alta de 4,4%. Já no acumulado de 12 meses até maio, o IBC-Br caiu 2,08%.



Produção industrial teve alta de 7% em maio — Foto: Dario Pignatelli/Bloomberg 

Por Estevão Taiar, Valor — Brasília

16/07/2020 - O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) registrou em maio a primeira alta desde o início da pandemia de covid-19 - o indicador cresceu 1,31% na comparação dessazonalizada com abril, conforme divulgado nesta terça-feira pela autoridade monetária. 

O IBC-Br vinha caindo na comparação mensal desde março. Em abril, por exemplo, o indicador recuou 9,45% (dado revisado de baixa de 9,73%). 

O resultado de maio, no entanto, veio abaixo da mediana das estimativas colhidas pelo Valor Data, de alta de 4,4%. 

Já no acumulado de 12 meses até maio, o IBC-Br caiu 2,08%. Devido às constantes revisões do indicador, o indicador medido em 12 meses é mais estável do que a medição mensal.

ATIVIDADE ECONÔMICA IBC-Br* no mês, em %

Fonte: Banco Central. Elaboração: Valor Data * Dessazonalizado 

Ante maio de 2019, houve queda de 14,24%, na série sem ajuste. Nos cinco primeiros meses deste ano, por sua vez, a variação foi negativa em 6,08%.

Por fim, na média móvel trimestral, usada para captar tendências, o IBC-Br caiu 4,98% na comparação com os três meses encerrados em abril.

O comportamento do indicador em maio foi influenciado pelas altas de 7% da produção industrial e de 13,9% das vendas do varejo restrito (19,6% do varejo ampliado, que inclui as vendas de veículos, motos, partes e peças e de material de construção) e pela queda de 0,9% na prestação de serviços.

O IBC-Br tem metodologia de cálculo distinta das contas nacionais calculadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O indicador do BC, de frequência mensal, permite acompanhamento mais frequente da evolução da atividade econômica, enquanto o Produto Interno Bruto (PIB) de frequência trimestral, descreve um quadro mais abrangente da economia. 

Fonte: Valor Econômico

EMPRESAS  ASSOCIADAS

SINPAPEL

SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DE CELULOSE, PAPEL E PAPELÃO NO ESTADO DE MINAS GERAIS

Rua Bernardo Guimarães, 63 - 3º andar

CEP: 30140-080 | Belo Horizonte - MG

sinpapel@fiemg.com.br

Tel: +51 (31) 3282 7455

© Copyright 2020 SINPAPEL. Todos os direitos reservados. Web Designer Ricardo Sodré