A indústria tá... em tudo!

Confira artigo escrito pelo presidente da FIEMG, Flávio Roscoe, publicado no jornal O Tempo. Imagine as ações que você realiza nas 24 horas do seu dia – quando está com sua família, trabalhando, dormindo, ou mesmo quando está em curso uma grave crise de saúde. Verá que em praticamente 100% delas a indústria está presente, sempre contribuindo para suprir suas necessidades e assegurar melhor qualidade de vida para sua família, vizinhos e amigos. Neste 25 de maio, Dia da Indústria, celebramos a essencialidade do setor e o trabalho incansável de milhões de brasileiros que, mesmo quando muitos têm que ficar em casa, seguem firmes na missão de produzir itens primordiais para a manutenção da vida como conhecemos hoje.


25/05/2021 - Imagine as ações que você realiza nas 24 horas do seu dia – quando está com sua família, trabalhando, dormindo, ou mesmo quando está em curso uma grave crise de saúde. Verá que em praticamente 100% delas a indústria está presente, sempre contribuindo para suprir suas necessidades e assegurar melhor qualidade de vida para sua família, vizinhos e amigos.


Neste 25 de maio, Dia da Indústria, celebramos a essencialidade do setor e o trabalho incansável de milhões de brasileiros que, mesmo quando muitos têm que ficar em casa, seguem firmes na missão de produzir itens primordiais para a manutenção da vida como conhecemos hoje.


Em Minas Gerais, temos razões especiais para comemorar este dia, que focaliza o mais importante setor econômico e social do estado, cujo desempenho positivo resulta de uma obra solidária e coletiva, realizada em todas as regiões do nosso território por cidadãos que abraçam a causa da indústria como profissão, por acreditarem em sua força como instrumento de geração de desenvolvimento e em seu poder como fator decisivo de transformação e inclusão social.


Somos um setor pujante, representado, em Minas Gerais, por mais de 130 sindicatos empresariais e mais de 80 mil empresas. Formamos, juntos, a FIEMG. E trabalhamos para defender os interesses legítimos das empresas e para garantir que elas, com os bens e serviços que produzem, atendam com efetividade às demandas e aspirações da sociedade.


Com o seu trabalho, esses homens e mulheres, dirigentes de sindicatos e empresas, colocam a indústria em todos os momentos da vida das pessoas. Desde quando acordam em suas casas (indústria da construção civil), tomam o seu café (indústria do café e panificação, indústria alimentícia), vestem suas roupas para trabalhar, passear ou ficar em casa (indústria têxtil, do vestuário, calçados, bolsas, joias e bijuterias), quando começam a trabalhar, usando os seus computadores, suas mesas, cadeiras, telefones e tablets (indústria eletroeletrônica, da informática e moveleira). Segue o dia e segue a indústria na vida de todos nós até o encerramento das atividades para o merecido descanso – no cinema, comendo sua pipoca, tomando sua cerveja ou sua cachaça que Minas Gerais produz tão bem (indústria do audiovisual, alimentícia, de bebidas).


Mas a indústria é mais e vai além. O PIB da indústria mineira chegou a R$ 142,8 bilhões em 2018, representando 26,5% do total do estado. O setor é, também, importante gerador de emprego e renda: são 1.141.944 de trabalhadores, o que representa 23,1% do total de empregos formais em Minas Gerais.


Em síntese, a indústria mineira comemora o seu dia com orgulho e otimismo: orgulho, pelo que realizamos até aqui; otimismo, por entender que, mesmo com a crise e a pandemia, estamos contribuindo para a construção de um futuro promissor. E tudo isso representa força para nossas empresas e empregos de qualidade para a população.


Fonte: FIEMG