Suzano vai comprar a Fibria

A notícia foi vinculada na última semana pelo Valor Econômico e mostrar que há uma grande possibilidade da transação entre as grandes produtoras de celulose e papel – assim, a Suzano vai comprar a Fibria. O termo está sendo analisado pela Família Feffer, pela Votorantim e também pelo BNDESPar, que são os negociantes finais da proposta de aquisição de 100% da Fibria. O negócio deve ultrapassar os 10 bilhões de dólares, com o pagamento em dinheiro e mais as ações da companhia, listada na bolsa de valores.




13/03/2018 - A notícia foi vinculada na última semana pelo Valor Econômico e mostrar que há uma grande possibilidade da transação entre as grandes produtoras de celulose e papel – assim, a Suzano vai comprar a Fibria.


O termo está sendo analisado pela Família Feffer, pela Votorantim e também pelo BNDESPar, que são os negociantes finais da proposta de aquisição de 100% da Fibria.


O negócio deve ultrapassar os 10 bilhões de dólares, com o pagamento em dinheiro e mais as ações da companhia, listada na bolsa de valores.


A Suzano “entrou de cabeça” na corrida para adquirir a produtora devido ao interesse de muitos concorrentes, inclusive, internacionais [como a Paper Excellence].


O desafio, porém, é reduzir o desembolso de recursos nesta operação.


O que diz o Valor

Conforme o Valor Econômico, uma alternativa seria evitar a oferta pública de aquisição (OPA) e para isso, a Votorantim teria que receber o pagamento em dinheiro pelos 24,9% da sua participação.


Depois, deveria trocar 4,52% por ações da fusão.


“Temos conversado e estamos integrados nesse trabalho que é o de juntar esses dois gigantes”, afirmou o presidente do BNDES, Paulo Rabello de Castro.


“Está na cara que a fusão é uma possibilidade, mas estamos em momento em que nada mais pode ser dito”.


Com informações do Valor

Fonte: Celulose Online